Gastronomia :: Que tal uma rabanada?

on

Pão embebido numa mistura de leite, leite condensado e ovos, salpicada de açúcar e canela. Eis a rabanada, quitute com cara de festas de fim de ano que a chef de cozinha do Lapa 40º, Marilena Inês Ferreira, a Lena, afirma que, “se o mundo acabasse em 21 de dezembro, que acabe com ela comendo rabanadas em fartas fatias douradas”. O momento marcante das rabanadas é o Natal. E há quem diga que é uma iguaria “de comer rezando” em qualquer época do ano.

O antropólogo Raul Lody autor do “Dicionário do doceiro brasileiro”, além de “À mesa com Gilberto Freyre”, explicou em um texto que a rabanada nasceu dentro de um contexto de reaproveitamento do pão. Diz o livro: “Então, é costume não se jogar o pão fora, e se algum pedaço e desperdiçado deverá ser beijado, verdadeira reverência ao sagrado”, escreve ele.

Engana-se quem pensa que a rabanada é um doce nacional. Sua origem é incerta. Alguns antropólogos dizem que ela tem pé na França, outros afirmam que ela veio de Portugal e há ainda aqueles que é uma receita espanhola, datada de 1660.

Independente de sua origem, nós apostamos neste quitute e pegamos a receita de rabanada que vai deixar sua ceia ainda mais gostosa. Pode anotar, imprimir, compartilhar com amigos, comer, servir…

Lapa 40º - Rabanada

 

RABANADA

Ingredientes

Pão de rabanada

1 litro de leite fervido

1 cálice de Vinho branco

1 kg de açúcar

12 ovos

1 pote de canela em pó

1 lata de leite condensado

Óleo para fritar

 

Modo de preparo

Com uma faca bem afiada corte rodelas dos pães em fatias de aproximadamente  2 cm de largura. Reserve.

Numa vasilha coloque o conteúdo de 1 pote de canela em pó com o restante do açúcar. Reserve.

Bata as claras dos ovos até ficarem “em neve”, junte as gemas e torne a bater. Pegue uma tigela funda e misture os ovos a 1 litro de leite, acrescente o cálice de vinho branco e 3 colheres (sopa) de açúcar. Reserve.

Esquente o óleo em quantidade suficiente para cobrir as rodelas do pão.

Passe as rodelas do pão na mistura e frite em óleo quente até ficar com uma casquinha dourada. Escorra em papel toalha e depois passe cada rodela no açúcar com canela em pó. Depois de pronto leva as rabanadas a geladeira e deixe descansar por 2 horas. Sirva.

Dica

Não deixe pão de molho na mistura para que as fatias não fiquem encharcadas ao serem fritas. Deixe o óleo ficar bem quente antes de fritá-las. Neste calor, você ainda pode servi-las com sorvete de creme.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s